A borboleta

A borboleta
Sabia
A minha vida
Só dura um dia
Que vou fazer?

Escolheu um
Jardim
Extra-bonito
Conversou
Com todas
As outras
Borboletas
Passeou e
Partiu
Para o céu
Das borboletas

In Da girafa à pulga da areia

Esta menina é como tu, disse-lhe eu. Como eu? Sim, tu também falas com borboletas. EU?! Sim. Ou pelo menos falavas. Falavas com todas as borboletas que encontravas. E elas falavam contigo. E pousavam no teu cabelo, no teu nariz. Oh… (enterra a cabeça na almofada, envergonhada…) E o que é isso de partir para o céu? Então, sabes que as borboletas vivem uma vida curtinha e depois vão para o céu das borboletas. (ri, desconfiada) Sim, deve ser um local lindíssimo, já imaginaste um local onde estão todas as borboletas?!… Pois, mas não devem lá ficar muito tempo. Sabes que as borboletas nascem, vivem, morrem e nascem outra vez. Nascem, vivem, morrem e nascem outras vez. E vivem, morrem e nascem outra vez… (E assim continuou em loop budista)

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s